fbpx

Abrir franquia em Shopping Center (Contrato de Franquia)

Abrir uma franquia em um Shopping Center é o sonho de grande parte dos empreendedores. Para deixar tudo mais didático, explicamos, no vídeo abaixo, todos os conceitos importantes ligados ao tema.

 

O empreendedor que tem por objetivo abrir uma franquia em um Shopping Center provavelmente imaginou que, nesta espécie de cenário, seu negócio terá maior chance de dar certo em razão da maior lucratividade que o ambiente pode proporcionar.

Infelizmente, é também por esse motivo que seu negócio vai sair mais caro…

O Shopping Center tem, em apertada síntese, 2 pontos que devem chamar a atenção do franqueado:

  1. O fundo de comércio;

  2. O tenant-mix.

Para ser mais didático, o fundo de comércio é o conjunto de todos os bens, corpóreos (imóveis, cadeiras, carros, etc.) e incorpóreos (marca, patente, etc.), direcionados a atividade empresarial. Em Direito, a doutrina costuma dizer que o fundo de comércio é sinônimo de estabelecimento empresarial/ comercial.

É esse conjunto de bens que, em verdade, chama a atenção do cliente. Significa dizer que esse fundo de comércio tem valor econômico. Em verdade, ele é o grande responsável por deixar o contrato de locação em Shopping Center mais caro.

Por que os valores aumentam no Shopping Center?

Observe que quando o franqueado tem interesse no Shopping Center, haverá no local 2 (dois) fundos de comércio a serem considerados:

  1. O Fundo de Comércio do Shoping Center;

  2. O Fundo de Comércio da Franquia (lojista);

Há clientes que pretendem ir ao Shopping Center em razão do próprio Shopping Center. Tais clientes consideram o todo (por exemplo, praça de alimentação, estacionamento, etc).

Por outro lado, há clientes que vão ao Shopping Center em razão da própria franquia.

É fácil perceber que, em regra, o que mais atrai o cliente é o Shopping Center e não a loja do franqueado considerada de forma isolada. Não é a toa que o franqueado tem o desejo de abrir a franquia nesta espécie de empreendimento.

Com efeito, o Shopping Center garante maior “freguesia” (circulação de pessoas) em sua loja.

Infelizmente, o proprietário do Shopping também sabe disso e, diga-se por oportuno, investe muito dinheiro para que as coisas continuem assim.

O tenant-mix, por sua vez, é a forma como são as lojas organizadas dentro desse empreendimento. Isso, como é fácil perceber, também agrega valor ao empreendimento. Afinal, ninguém gostaria de ir a um Shopping Center que, por exemplo, tem alocado uma pet-shop dentro da praça de alimentação.

Para valorizar o Tenant-Mix, o proprietário do Shopping Center firma contratos com lojas-âncoras. Tais lojas têm grande potencial para chamar a atenção de clientes. Aumenta-se, com tal postura, o valor agregado do fundo de comércio do Shopping Center.

O que eu preciso saber para ter sucesso na abertura de uma franquia em um Shopping Center?

Em primeiro lugar, será preciso entender como escolher a franquia certa. Isso depende da análise da COF, Contrato de Franquia, dentre outros aspectos já analisados aqui no site. Caso seja esse seu objetivo, recomendo a leitura.

Em segundo lugar, é preciso conhecer o contrato de locação em shopping center, bem como seus 2 (dois) documentos anexos: escritura declaratória de normas complementares e estatuto da associação dos lojistas.

Facebook
Twitter
LinkedIn
Pinterest

Deixe uma resposta

O seu endereço de email não será publicado.